Menu
iFood News

Conheça os bastidores da campanha “Pede iFood Já”

Criadas em parceria com DM9 e N.Ideias, propagandas fazem conexão afetiva do delivery com situações do cotidiano

11/07/2023 12h47


Conheça os bastidores da campanha “Pede iFood Já”

Cada um tem seu momento de pedir iFood. Pode ser um costume de determinados dias, horários ou ocasiões especiais. Ou simplesmente ocorre quando bate aquela vontade repentina de comer alguma coisa. 

Para reforçar a relação da empresa com todos esses consumidores e seus jeitos de ser, surgiu a campanha “Pede iFood Já”. Ela foi criada em parceria com a DM9 e a N.Ideias, agência de estratégia do publicitário Nizan Guanaes. 

A campanha se concentra em alguns pilares, como explica Mairá Mendonça, head de marketing e comunicação do iFood, uma empresa brasileira conectada com os hábitos de consumo no país.

“Os temas são o amor de marca e a história de crescimento dos pedidos na plataforma de delivery”, afirma. “Para fixar as mensagens na mente e no coração dos brasileiros, optamos pela simplicidade no jingle, que foi feito mesmo para grudar como chiclete, para que as pessoas saiam cantando a música por aí.”

Assim, “pede iFood já” torna-se um convite à experiência dos consumidores que, ao longo da campanha, é trabalhado em diferentes níveis de aprofundamento.

Em uma fase inicial, a ideia é cativar as pessoas pelo desejo mais imediato de pedir delícias de aparência irresistivelmente tentadora.

As estrelas das primeiras peças, então, são mesmo as comidas “que são ‘heros’ no aplicativo”, diz Mairá. As imagens, dessa maneira, passeiam por hambúrgueres, pizza, carnes e sobremesas de dar água na boca.

Pede iFood Já em situações do dia a dia

Em uma segunda etapa, a campanha busca contextualizar esse apetite, fazendo referências a ocasiões de consumo para diferentes perfis de cliente.

Entram em cena, nesse sentido, propagandas que sugerem o pedido de delivery em situações específicas do dia a dia, e isso valendo-se de diferentes tipos de mídia.

Um bom exemplo é a comunicação via OOH (out-of-home), ou publicidade veiculada em ambiente urbano, que faz a ponte entre uma conjuntura enfrentada por muita gente – “Preso no trânsito?” – e a oportunidade de driblar o inconveniente com uma ação prazerosa – “Pede iFood Já” até na hora do rush.

A terceira fase da campanha sobe mais alguns patamares na complexidade de aproximação. Para tanto, cria enredos como o de um avô que fica com os netos sob recomendações de disciplina da mãe das crianças, mas burla essas regras em demonstração de afeto: pede iFood para agradar os pequenos em um horário em que supostamente já deveriam estar dormindo.

A inserção do “pede iFood já” em variados recortes afetivos de tempo e espaço – uma pizza no final de semana, um doce no meio da tarde, um hambúrguer após o jogo, uma massa depois do trabalho – é o ponto forte da receita da campanha em seu intuito de “gerar conexão emocional”, como define Mairá.

“Esse é um momento muito especial para o iFood, em que vamos conectar as pessoas com o que elas têm vontade de comer em diversas ocasiões”, resume Ana Gabriela Lopes, diretora de marketing da empresa.

Pipo Calazans, CEO da DM9, reforça que “iFood é uma das marcas mais amadas do Brasil”. “Essa campanha vai lembrar disso o dia inteiro, todos os dias da semana”, frisa.